Janeiro de 2009 – Quito, Equador – Parte 2/2

 
O cartão postal mais famoso da cidade é a estátua da Virgen del Panecillo – o cristo redentor quiteño – inaugurada em 1976, que fica no topo de um dos pontos mais altos da cidade, el Panecillo ("pão pequeno") à 3,000 metros de altitude. A estátua compõe-de de quase sete mil peças sob uma estrutura de alúminio. A razão das asas na Virgem Maria é a retratação de Nossa Senhora no livro do Apocalipse do Novo Testamento: uma deusa alada com uma corrente que subjuga a serpente (666) que tem abaixo de seus pés. Esse espetacular mirante permite uma visão quase que 360o da cidade de Quito. Na frente da estátua existe um monte de barraquinhas de venda de artesanato que comercializam produtos a preços muito baixos.
 
 

Algumas curiosidades sobre a cozinha Equatoriana. Batatas são servidas em quase todas as refeições como acompanhamento, seja frita, cozida, amassada, com ou sem casca. Um exemplo é o já citado llapingacho. Se você não gosta de batatas, país errado para comer… Também existem alguns pratos bem exóticos, como o yaguar locro, uma sopa feita de sangue de boi, com coração, fígado e tripas de vaca, porco e ovelha, tudo misturado. A-ham. Outro meio difícil de encarar é o cuyo, muitíssimo apreciado aqui, especialmente assado. Até a chegada dos europeus, as cobaias eram basicamente a única fonte de proteína para humanos nos Andes. Entendido e explicado. Mas não deixa de ser um prato bem escroto…

 

Mas o equatoriano é amarradão mesmo em frutos do mar, especialmente ceviches locais. Peixe é mais barato que carne, mesmo aqueles em perigo de extinção como a corvina. Aliás esse peixe é tão saboroso que minha consciência ecológica foi permanentemente comprada. Mariscos e camarões são muito comuns em entradas, pratos principais e em molhos. Mas se mesmo assim você quiser comer a melhor carne da cidade, visite a La Casa de mi Abuela, um restaurante tipo "buraco" (é uma casa transformada de forma mambembe em um restaurante) tipo bom e barato. A decoração é cafona, fato que você esquece rapidamente quando põe na boca a primeira garfada de uma alcatra dos sonhos por meros… cinco dólares! A entrada, inclusa no preço, é um prato de queijo derretido temperado com azeite de oliva e ervas. O lugar é frequentado por locais, toda a galera da Continental Airlines (tripulação dos vôos regulares) e está de pé faz 40 anos… Quando eu visitei o restaurante, minha garçonete foi a própria dona do estabelecimento, neta da primeira geração de donos!

 

Outro excelente restaurante em Quito fica dentro do Hotel Marriott: La Hacienda. Comida internacional em um ambiente sofisticado, mas supreendentemente "barato", comparado com outros restaurantes de sua categoria na América Latina. Eu tive como entrada uma casquinha de siri com cobertura de queijo e corvina (de novo!) grelhada com molho branco de castanhas. Excelente pedida!

Belo país e grande atração turística. Espero sinceramente poder juntar uma graninha para poder visitar Galápagos da próxima vez que voltar ao Ecuador…

Veja aqui todas as fotos (265) em alta resolução da cidade de Quito.

Para visualizá-las (slide show) é necessário um cadastro no yahoo.com ou yahoo.com.br, ou direto no flickr.com

Não esqueça de incluir a legenda (options, abaixo à direita – marque always show titles) durante a exibição dos slides. Todas as fotos podem ser baixadas/downloaded em altíssima resolução.
 
É isso.
Advertisements
This entry was posted in América Latina. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s