Maio de 2007 – Machu Picchu, Perú

 

A viagem de trem Cusco-Micchu Pichu vale cada penny (US 100 ida e volta). O trem é muito confortável, as janelas são limpas e novas, permitindo boas fotografias e o serviço de bordo é páreo a qualquer voô da TAM, incluindo o famigerado lanchinho sem-vergonha. As paisagens são lindíssimas, envolvendo montanhas (algumas com neve no topo), riachos, vegetação serrana, flores selvagens e céu azul, ao longo de um vale sinuoso.

 

Train Trip - Cusco-Machu Pichu 1Train Trip - Cusco-Machu Pichu 2Train Trip - Cusco-Machu Pichu 23Train Trip - Cusco-Machu Pichu 31Train Trip - Cusco-Machu Pichu 37Train Trip - Machu Pichu - Cusco 17Train Trip - Machu Pichu - Cusco 34Peruvian Andes 14 HDTrain Trip - Machu Pichu - Cusco 18

 

Ao chegar na cidade de Machu Picchu, mal saí da estação e dei de cara com o mercado municipal da cidade. Clever guys do departamento de turismo. É como uma gift shop gigante, similar ao mercado municipal de Cusco, mas com preço premium para turistas. Não comprei água aqui por me recusar a pagar os olhos da cara e essa decisão me custou mais caro ainda mais adiante. Deveria ter levado comida e água de Cusco…

 

Machu Pichu - Mercado Municipal 11Machu Pichu - Mercado Municipal 19Machu Pichu - Mercado Municipal 4Machu Pichu - Mercado Municipal 5Machu Pichu - Mercado Municipal 8

 

Tive que pagar mais US$ 16 (round trip) pelo ônibus que leva ate a cidade perdida. Realmente não invejo o pessoal que opta pela subida de cinco dias a pé, pela “Inca Trail”. Só de ver a altura das montanhas e a cara dos malucos no meio do trajeto fiquei cansado. Para subir 4,000 metros de terreno incrivelmente íngreme em grupo, no frio e com pouco oxigênio, só com uma mascara de couro e um chicotinho: é coisa para sado-masoquista.

 

Bus Ride - Downtown to Machu Pichu Site 2Bus Ride - Downtown to Machu Pichu Site 3

 

A primeira visão que se tem da cidade perdida de Macchu Picchu (http://www.machupicchu.perucultural.org.pe/) é de emocionar até os corações mais gelados. Experiência de uma vez na vida. Overwhelming. Priceless. Period. Eu fiquei tão empolgado que subi o primeiro lance de escadas aos pulos, para parar 10 minutos depois com 3 metros de língua do lado de fora. Esqueci da merda da falta de oxigênio naquela altitude.

 

Machu Picchu 11Machu Picchu 14Machu Picchu 26Machu Picchu 35

 

Machu Picchu tem llamas e alpacas circulando livremente entre a horda de turistas. Divertido ver como se equilibram com graça e eficiência na beira de precipícios em minúsculas rochas. Elas também são responsáveis por deixar a grama do site arqueológico aparadinha, pois não param de comer por nada. Uma coisa porém é desagradável: eita bicho fedido! Ainda estou pensando até hoje que prato os peruanos comem feito com a mandíbula dessas ovelhas gigantes (vide última entrada no meu blog). A única coisa que me ocorre é usar essas partes para fazer uma versão dark do muppet show. 

 

Machu Pichu - Alpacas 1Machu Pichu - Alpacas 3Machu Pichu - Baby AlpacaMachu Pichu - Alpacas 11

 

Não, nenhuma llama cuspiu na minha cara.

 

Machu Picchu esteve escondido do mundo até 1911. O porquê ainda é um mistério. Aparentemente nem os Espanhóis nem os incas remanescentes e povos ameríndios que viviam na época da invasão espanhola sabiam da existência de Machu Picchu. De alguma maneira a cidade e toda a região a volta foram abandonados antes dos conquistadores chegarem e a memória da cidade foi perdida, até mesmo pelos próprios Incas. Existem teorias nas quais a cidade foi devastada por uma praga ou dizimada por alguma tribo inimiga. Ninguém sabe ao certo até hoje. Isso perturba a comunidade científica porque os Incas tinham um sistema bastante eficiente de manutenção da memória coletiva e cultura, utilizando quipucamayocs – registradores de história oral, que mantinham registros detalhados de tudo. De qualquer forma, é certo que a ocupação da cidade durou aproximadamente 100 anos, incluindo o tempo de construção. Tinham 200 estruturas de habitação aonde viviam umas 1.000 pessoas. O resto é especulação.

 

Machu Picchu 99Machu Picchu - Zona Agricola 12Machu Picchu - Zona Agricola 4Machu Picchu - Zona Agricola 8Machu Picchu 106Machu Picchu 111

 

A habilidade dos Incas de construírem algo tão complexo em uma área tão inóspita e vertical desafia a compreensão. A expansão Inca se iniciou em 1438 e estudiosos acreditam que Machu Picchu está de pé há 500 anos, sem nunca sofrer qualquer dano significativo em suas estruturas. As paredes de todas as construções tem uma certa inclinação e formato trapezoidal, o que mostrou ser extremamente esperto, em uma região sísmica. A “liga” entre as pedras foi feita de uma mistura especial de barro, incluindo sílica. A grande sacada foi o ponto exato que os Incas encontraram na mistura, evitando quase que completamente infiltração de água, razão pela qual ainda está tudo de pé, mesmo após centenas de anos. O processo de construção, acredita-se, utilizou-se de uma enorme quantidade de mão-de-obra humana e uso de máquinas simples – plano inclinado, alavancas, etc. – como no Egito. A boa e velha engenhosidade humana, não E.T.s com ferramentas lasers (Sorry about that, Von Daniken fans…). Espantoso como os conquistadores espanhóis consideravam os Incas “não-civilizados”. Cortesia da maquina azeitada de lavagem cerebral da Igreja Católica… Ainda bem que hoje Ela não é mais assim… (!?)

 

Machu Picchu 124Machu Picchu 127Machu Picchu 135Machu Picchu 147Machu Picchu 153Machu Picchu 167

 

De acordo com cálculos de área x população, bem como análises do terreno, aparentemente essa cidade exportava alimentos e folhas de coca durante sua existência, já que a produção excedia as necessidades da população local. Opiniões modernas crêem que a cidade perdida era um local de significância religiosa e cerimonial, com funções agrícolas importantes. Não existem resquícios de prisões dentro da cidade, o que é coerente com o que se sabe sobre a cultura Inca. Punições tendiam a envolver perda de privilégios, sofrimento físico ou pena de morte. Alguns relatos espanhóis falavam em poços cheios de serpentes venenosas ou pumas, onde o réu era atirado para ver se sobreviviam (e, nesse ultimo caso, comprovavam sua inocência…) Ossadas encontradas mostravam que a maior parte das vitimas eram mulheres. Creio que seja uma variação inca para o conselho matrimonial que que você deve chegar em casa já batendo em sua esposa. Você não sabe porque está batendo. Mas ela sabe porque está apanhando…

 

Machu Picchu 6Machu Picchu 61Machu Picchu 92Machu Picchu 66Machu Picchu 71Machu Picchu 85

 

Pelas fotos abaixo vocês podem ver que eu tive oportunidade de participar de um passeio extra em Machu Picchu: a escalada a Wayna/Huayna Picchu. Dizem que a vista lá de cima é a mais bonitas de todas e que o local possui propriedades espirituais mágicas. 3 horas para subir, 3 para voltar. Eu fui? HELL NO! Estava podre depois de 4 horas de vagar entre as ruínas a 2,400 metros de altitude.

 

Machu Picchu - Waynapicchu 1Machu Picchu - WaynapicchuMachu Picchu - Waynapicchu 3

 

Fotos em alta resolução de minha viagem:

http://www.flickr.com/gp/14007031@N04/9p507M

Para visualizá-las é necessário um cadastro no yahoo.com ou yahoo.com.br

 

É isso.

 

 

 

Advertisements
This entry was posted in América Latina. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s