Março de 2006 – Rio de Janeiro, Brazil

 
Tsk, tsk. Turista no próprio país, vê se pode… Bem, antes de começar esse artigo gostaria de dizer que não haverá qualquer tipo de víés a favor do Rio. Sou carioca, mas não tenho culpa… Como Tim Maia – um dos meus grandes ídolos: sou preto, gordo, feio e cafajeste. Mas prometo um relato honesto, do ponto de vista de um turista.
 
O Rio de Janeiro continua lindo, embora muito "gasto". Pena. Poderia ser uma das maiores fontes de moeda forte para nosso país. Tem algum tipo de magia nessa cidade. Sério. Eu mesmo acho que dizer isso é demais, mas a opinião de terceiros é unânime: o Rio (Zonal Sul) é um desbunde. Meus colegas americanos da COADE viajam o mundo todo e elegem a Tailândia como um dos lugares mais bonitos que já viram na vida. Mas todos afirmaram que gostariam de morar no Rio. Acho que é a mistura: o clima, a paisagem, o povo, a comida, a música, tudo conjura para a reputação de paraíso.
 
DSC00007DSC00047Praia Ipanema - Hotel Room View 2Hotel Room View
 
É impressionate como o visual espetacular do topo do Cristo Redentor (http://www.corcovado.com.br/) é completamente diferente do igualmente embasbacante panorama do Pão de Açúcar (http://www.bondinho.com.br/). Imperdível, embora caro. Muitos cariocas nunca pegaram o bondinho para o pão-de-açúcar ou o trenzinho para o corcovado por causa do alto preço dos ingressos. Uma injustiça.
 
DSC00014DSC00007DSC02963DSC02975DSC02985DSC04590
 
Se hoje em dia eu tivesse que voltar para o Brasil e sendo a cidade escolhida o Rio, eu escolheria o bairro da Lagoa. Além de ter um visual lindíssimo, um grande climão de paz e sossego enche o ar. Tudo bem que as vezes outras coisas enchem o ar, como o cheiro de peixes podres de tempos em tempos. Mas é um preço pequeno a pagar.
 
 DSC04626DSC04627DSC04628DSC04631
 
Quando vou ao Rio fico sempre no Hotel Praia Ipanema (http://www.praiaipanema.com/). É um tres estrelas com preço de quatro, mas com uma grande vista para o mar, excelente localização e com um bom café da manhã. Outra vantagem é poder jogar voleibol de praia a qualquer hora do dia ou da noite, bastando para isso atravessar a Vieira Souto (que nos anos 80 era considerado o metro quadrado mais caro do mundo).
 
Praia Ipanema - Hotel Room View 1Praia Ipanema - Hotel Room View
 
A comida no Rio é cara, mas deliciosa. Eu estou mal acostumado e a lista que tenho são de lugares na Zona Sul. A pracinha no início de Ipanema é um grande local para experimentar comida baiana das barraquinhas na rua. Em minha opinião a melhor churrascaria é a Porcão (http://www.porcao.com.br/), mas você pode encontrá-la em vários estados. A "Casa da Feijoada" no início de Ipanema, na Prudente de Moraes (R$ 40 por cabeça), tem um grande buffet dessa figurinha carimbada da culinária brasileira. O melhor restaurante de frutos do mar que já frequentei na vida é o Marius (http://www.marius.com.br/), um buffet delicioso de altíssima qualidade, por absurdos R$ 120 por cabeça.
 
DSC04612DSC04616DSC04618DSC04619
 
Outra grande dica é comer uma picanha à brasileira (onde você mesmo acerta o ponto da carne – R$ 50 servindo duas pessoas) com chope geladinho no Garota de Ipanema (http://www.garotaipanema.com.br), da Vinicius de Moraes. 
 
DSC09564DSC09565DSC09568DSC09566 
 
Um amigo curitibano me perguntou uma vez: "O que o carioca tem mais que o resto dos brasileiros?". Diante de minha negativa ele respondeu: "Tem mais é que se fod##$@…". Acho que é mais despeito. O carioca em geral é bastante gente boa, embora não valha nada e continue desvalorizando. Muito metido (pois não é de proveta), acha que todos são iguais perante a Deus. Só que alguns são mais iguais que os outros. No Rio é relativamente fácil fazer muitas amizades, ainda que superficiais. A marca registrada do carioca é o humor sacana, que não poupa ninguém, nem os amigos. Para poder compreender e perdoar os cariocas e suas brincadeiras onipresentes e nem sempre convenientes, só sendo…carioca! O fato de você nascer em uma terra onde desde que você sai do berço, se vacilar te derrubam, o torna um cara "safo", mais preparado para a vida, uma sacana de responsa que te dá rasteira de surpresa o tempo todo. O efeito colateral é que você acaba se tornando uma arma semi-automática de disparar piadas para cima qualquer um, incluindo desconhecidos, em qualquer hora ou lugar. 
 
É importante enfatizar que "safo" não é o mesmo que "esperto". Se a lenda fosse verdadeira de que todo carioca é "esperto", então o Rio teria a maior quantidade de otários do mundo. Explica-se: para cada "esperto" é necessário aproximadamente 4,5 manés. Sério: sempre acreditei que o jeitinho brasileiro, comportamento inerente aos cariocas em geral, causa um dano muito maior no longo prazo para o país do que o seu aparente benefício no curto prazo, disfarçado de "criatividade" e "flexibilidade".
 
Outra lenda que existe é que no Rio só tem mulher bonita e gostosa. Sim, falar arrastando o "r" tem o seu charme. Sim, elas usam roupas duas vezes menores que o seu tamanho real. Sim, os biquinis são minúsculos. Sim, a carioca se preocupa com a forma mais do que a brasileira média. Lembra-se da crônica "Receita de Mulher" do Vinícius de Moraes? "As muito feias que me perdoem, mas beleza é fundamental." (notem que ele flexibilizou um pouco a regra…). Visual é uma preocupação no Rio. Mas daí a generalizar, é outro papo. Não vá ao Rio com falsas expectativas: andando nas ruas ou indo à praia, mesmo na zona Sul, mais provável se deparar com figurantes do filme "Demonios que se Erguem", do que com a festa de fim-de-ano da Victoria’s Secret. Se você quiser encontrar toneladas de mulheres bonitas nas ruas, vá para o Sul do país, especialmente o interior de Santa Catarina.
 
Falando em praias, cuidado. Consulte sempre o site da FEEMA (http://www.feema.rj.gov.br/balneabilidade-praias.asp?cat=75) antes de sair do hotel para tomar um banho de mar. É um absurdo como praias tão lindas podem se tornar tão poluídas durante algumas épocas do ano.
 
Todas as fotos: http://www.flickr.com/gp/14007031@N04/7ZB44H
Para visualizá-las é necessário um cadastro no yahoo.com ou yahoo.com.br
 
É isso.
 
PS: Eu gostaria de dizer que conheço muitos cariocas que fogem ao estereótipo retratado nesse post, tais como… meus amigos do peito… aquele escitor famoso o……e… sem dúvida tem aqueles… Nah, deixa para lá…
 
Advertisements
This entry was posted in Brasil. Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s